sexta-feira, 18 de novembro de 2016

olhaaa eu aquiii!!!

Ontem no fim da tarde começou uma conversa engraçada no face. Uma amiga marcou alguns blogueiros e perguntou como iam os blogs “velhos” deles. 
Eu tenho um desses blogs “velhos”. Fiz o “frankamente...” em agosto de 2004.
“Tooou aquiii aiiinda”, gritei, feito soterrada em terremoto. Outros também berraram, mas tinha tantos mortos, tantos abandonados e tantos em coma que dava dó. 
Por isso que eu queria – há anos penso isso – escrever em pedras. Pedras duram, tem mídia eterna, não precisam de bateria, não pegam vírus, você não precisa atualizar nada que elas vivem milhares de anos. Nos blogs e redes sociais, em dois anos - no máximo - você tá esquecido total e olha a trabalheira pra recuperar sua obra.
 Por isso eu também pinto e desenho. Pra durar.
Vou investir em pedra escrita. Chega de salvar minhas memórias cada vez numa mídia diferente. Chega de acreditar só na nuvem. Vou comprar pedras e escrever enormes tuites, mini peças e crônicas fantásticas. 
Além, claro, de escrever aqui e no face. Vai que dá certo.

Nenhum comentário: